pic

Ao terminar de ler uma biografia de Santa Gema Galgani cheguei à uma bela conclusão sobre Afetividade. Certamente a afetividade é larga porta para a tentação na vida dos santos mas também sua maior força para serem santos.
Santa Gema em sua autobiografia denominada "Cartas" afirma categoricamente que o demônio a tentava por meio da carência que sentia, da solidão e sobretudo por meio de pensamentos, que a incentivavam a pecar contra Nosso Senhor. Mas ela de forma heróica lutou até o fim para não desagradar a Jesus.
São Francisco de Assis quando era tentado em sua carne, ou até mesmo em um desejo de seu coração; se lançava nú sobre a neve para se lembrar de sua condição humana.
São Bento por diversas vezes foi tentando onde Satanás lhe fazia ver mulheres nuas, quando ocorria ele se lançava sobre os espinhos para também vencer a carne.
A Bíblia Diz em II Pedro 1,17 "Eis meu filho muito amado em quem tenho posto todo meu afeto"... Deus tem uma afetividade portanto a mesma não é apenas porta para tentações mas sobretudo é também a força dos santos pois Deus também afirma ter AFETIVIDADE.
Que nós possamos oferecer nossa afetividade a Deus e equilibrar a nossa com a Dele, isto devemos fazer a todo instante. Pedir também a Graça da Vigilância, a palavra já nos exorta: "Vigiai e orai para não cair em tentação o espírito está pronto mas a carne é fraca" Mateus 16,41
Aprendamos com os santos que de forma heróica lutavam para se manterem firmes no propósito de santidade!
Seu Irmão João Victor Mariano